Bem vindo à Clínica DE Psicologia Cognitiva

(11) 4108-2888

(11) 94862-2916

A Importância do Autoconhecimento Para Sua Vida Profissional

 

Diante de um mercado de trabalho extremamente competitivo, as pessoas mostram-se cada vez mais preocupadas com a qualificação profissional e focadas no desenvolvimento técnico. A procura por cursos de pós-graduação, MBA, especialização, certificações e idiomas é cada vez maior. Porém, o que a grande maioria dessas pessoas não sabe, é que nos dias de hoje, apenas ter um bom currículo não é suficiente, embora seja extremamente importante.

 

Especialistas são unânimes em afirmar que o desenvolvimento de habilidades comportamentais e emocionais são fundamentais para a sobrevivência e o sucesso na carreira profissional. Ser capaz de identificar não somente as próprias emoções, motivações e pensamentos, mas também as emoções do outro, faz toda a diferença.

 

Tão importante quanto dominar as ferramentas de trabalho é aprender a gerenciar os sentimentos. Muitas coisas acontecem ao longo de um dia de trabalho e acabam gerando emoções positivas e negativas. Exigências dos clientes, concorrência exacerbada, prazos apertados, emergência do serviço, pressão por resultados, excesso ou escassez de demanda…

 

Deve-se atentar ainda ao fato de que, além de tudo isso, toda equipe é formada por pessoas, e que as pessoas são diferentes em suas personalidades, seus complexos, formas de pensar e de atuar. Diante deste cenário, para que o profissional não acabe explodindo com um colega, destratando o chefe ou tendo uma crise de choro em plena reunião com clientes, é preciso que saiba ter controle de sua emotividade.

 

“Mudar comportamentos e/ou contê-los com certeza é possível, porém não é nada fácil. Necessita, principalmente, de dois aspectos: autoconhecimento e força de vontade. Sendo assim, é uma transformação pessoal que pode e deve ter a colaboração de profissionais. Mas, que fique claro: ninguém muda ninguém. A própria pessoa deve querer mudar.” – Ricardo Karpat, especialista em recursos humanos e diretor da Gábor RH.

 

Para Jorge Matos, presidente da ETALENT, “a construção de um profissional de sucesso pressupõe que as pessoas conheçam suas características comportamentais, descubram seu tipo de inteligência, corram atrás dos seus sonhos e escolham as profissões que tenham a ver com o seu tipo de inteligência e suas expectativas.” Muitos profissionais desconhecem suas dificuldades e impasses emocionais enraizados o que os impedem de serem os melhores profissionais e pessoas que poderiam ser.

 

Para que esse autoconhecimento ocorra de forma mais ampla, só há uma maneira: o processo psicoterápico. A psicoterapia é a ferramenta que permitirá ao indivíduo o conhecimento da sua estrutura de personalidade e o ajudará a compreender os impasses, inércia, indecisões, bloqueios, medos e angústias nos momentos de tomada de decisão. As empresas querem profissionais proativos e ágeis para resolver os problemas.

 

Conhecer a si mesmo é uma atitude positiva, é uma forma de reconhecer os próprios sentimentos e como eles determinam a sua relação com o mundo e as pessoas. É também um caminho para perceber as situações que mais causam embaraço e as que oferecem mais prazer.
Na área profissional, o autoconhecimento é extremamente importante para o desenvolvimento da confiança e da autoestima.

 

Saber reconhecer as próprias necessidades e limitações permite ao profissional entender quais pontos podem ser otimizados e potencializados para a obtenção do sucesso, e quais precisam ser melhorados para evitar situações de auto sabotagem ou insegurança exagerada. Quanto mais conhecer a si mesmo, mais satisfação o profissional conseguirá extrair de seu trabalho, mantendo-se mais facilmente focado e produtivo.

 

Por Daniela Nanni